Não José Mayer, eu não te desculpo

José,

eu levei alguns dias para pensar sobre a sua carta.

Eu li e reli algumas vezes buscando encontrar coerência, ou algo justificável. E não há desculpas para o que você fez.

A nota não muda o que aconteceu, ainda mais vindo de uma personalidade pública como você. Essa atitude intensifica ainda mais o comportamento do macho-alfa.

Por (mal) exemplo,

por impunidade.

Eu tenho uma filha de 11 anos e fico pensando que ele vai passar por situações parecidas. Recentemente uma amiga minha me disse que achou lindo um texto que eu escrevi no dia Internacional das Mulheres, mas que a minha filha viveria experiência parecida.

Morri de raiva dela quando ela me disse isso.

Mas ela tem razão.

Na sua carta você diz que a sua brincadeira, apesar de machista, jamais prejudicaria ninguém.

Como é possível um homem tocar na genitália de uma mulher sem o seu consentimento e achar que não a está prejudicando?

Como?

Susllem deixou você fazer isso? E se fosse a minha filha no lugar dela, você faria o mesmo?

Sim, nós sabemos que sim!

Dizer que você é fruto da sua geração machista é uma desculpa muito esfarrapada. Nós sabemos que você QUIS FAZER o que fez! Ninguém te forçou a nada!

Eu nasci em 1973 e também fui criado pela mesma sociedade machista que você.

Sou de uma família patriarcal militar e sei exatamente como um homem é encarado na sociedade, mas desde que o acesso à informação pela Internet chegou em todos os lares, esse discurso virou falácia e inacreditavelmente um homem esclarecido, com recursos e dotado da arte de comunicar como você, foi vítima desse conceito. Lamento informar José:

A vítima é a mulher!

A vítima é a Susllem.

A vítma é a minha filha.

Ou você acha que foi fácil explicar pra ela o que você fez e que em breve ela passará por situações parecidas?

O que você fez não foi assédio.

Foi estupro.

Ou você também acha que estupro é só quando há coito? Aliás, sabe como se descobre essa informação? Cinco minutos de boa vontade e Internet. Foi assim que eu descobri.

Sobre a Rede Globo afastá-lo das atividades é o mínimo a ser feito, não há nada de altruísta nessa atitude. Quero ver o apoio real da empresa quando Susllem indiciá-lo por estupro, aí sim, vou acreditar no apoio #MexeuComUmaMexeuComTodas

Mas ainda sim, acho que a iniciativa de outras atrizes é super valida.

Afinal, 1 semana antes, nós vimos a Titi Muller no canal Multishow criticar ao vivo a atração do Lollapalooza, DJ Borgore, com suas letras machistas e misóginas, correndo o risco de ser banida da emissora.

Ela depois do que houve, falou sobre a sua atitude corajosa e ainda disse que achava importante a repercussão, e que devemos falar sempre sobre o machismo, mas que lamentava que na semana seguinte ninguém iria mais tocar no assunto.

Titi, Susllem e minha filha, esse texto é pra vocês.

José você não aprendeu nada e a sua nota deixa claro isso.

Aliás, eu tenho certeza de que essa nota foi escrita por uma mulher, afinal, nós sabemos como o mundo de celebridades funciona.

Esse meu texto também é para você mulher.